Notícias

Triunfo da mobilidade

Personalização e eficiência no contacto com o cliente, otimizando processos e reduzindo tempos. Sempre com mobilidade associada. É sob este princípio que assenta a receção ativa da Alidata, empresa do SENDYS GROUP, que o Jornal das Oficinas foi conhecer à Auto Carvide, oficina inserida na rede TOPCAR.
Triunfo da mobilidade

A receção ativa é uma ferramenta que permite à oficina reinventar o seu processo de admissão de veículos, usando a mais recente tecnologia em comunicações móveis, otimizando o processo de receção e oferecendo uma experiência diferenciadora e de qualidade ao cliente. Quem faz a receção da viatura, tem a responsabilidade de promover o bem-estar do cliente quando este chega à oficina.
Além de melhorar a experiência do cliente, este deve recolher informações corretas e precisas sobre o(s) serviço(s) a efetuar. Esta ferramenta causará, seguramente, um impacto muito positivo em quem procura uma oficina, para além de aumentar a produtividade, reduzir custos, minimizar o erro e evitar a repetição da intervenção, entre outros.

A receção ativa é um módulo totalmente integrado no restante ERP/DMS, que “corre” num tablet e permite, de forma simples e rápida, abrir a folha de obra junto do cliente, registando todas as informações importantes. O cliente pode mesmo assinar diretamente no tablet para confirmar os serviços que está a solicitar.

Outras funcionalidades passam por tirar fotografias (ficam anexadas à folha de obra), assinalar os danos da viatura, fazer a abertura de clientes e matrículas diretamente, imprimir a folha de obra para o local apropriado (por exemplo, na secção de mecânica) e consultar obras abertas, entre outras. Além disso, pode ser, também, utilizada nos serviços externos com a mesma versatilidade.

DOIS ANOS DE MERCADO

Para saber como se processa, na prática, a receção ativa da Alidata o Jornal das Oficinas deslocou-se à Auto Carvide, oficina da rede TOPCAR.
Tendo mais de 1.000 oficinas como clientes, a Alidata conta com mais de 5.000 utilizadores das soluções em oficinas e cerca de 200 implementações de receção ativa.

De acordo com Carla Manuel, marketing & communications manager da Alidata, “há cerca de duas décadas, ganhámos um grande negócio na área automóvel. E, a partir daí, nunca mais parámos. Fomos crescendo e, hoje, somos especialistas no setor automóvel”. Para, depois, continuar: “A Alidata foi adquirindo muito know-how e foi isso que a fez chegar até aqui. A receção ativa é, efetivamente, a solução mais recente no que à parte oficina diz respeito, tendo nascido fruto da necessidade de as oficinas se ‘aprimorarem um bocadinho mais’ para o cliente”. Em sua opinião, “a receção ativa funciona como uma máscara para otimizar o processo de admissão do veículo, acelerando o processo e elevando a imagem da oficina”.

A receção ativa foi lançada no mercado há cerca de dois anos. “Mostrámos aos clientes que já tinham gestão oficinal que havia uma ferramenta extra que podiam adicionar ao portefólio de produtos Alidata. O tablet é um suporte à receção ativa, sendo esta uma máscara de um software mais leve e com as funcionalidades necessárias, estando totalmente interligada com a parte de gestão oficinal”, explica Carla Manuel.

(...)

VEJA O VÍDEO DO JORNAL DAS OFICINAS>

FERRAMENTA INDISPENSÁVEL

E da parte da Auto Carvide, em que medida permite a receção ativa otimizar o negócio?
Bruno António, responsável de projeto, começa por revelar que “a solução Alidata dentro da Auto Carvide veio pela mão de João Paulo Belo, sócio-gerente da oficina, que está inserida, desde outubro de 2005, na rede TOPCAR. Era uma solução vista como indispensável quando decidimos mudar de instalações”. A receção ativa veio permitir que, caso exista uma janela de oportunidade para uma intervenção no veículo, haja mobilidade da parte de quem faz a admissão, acedendo aos dados da viatura e do cliente. “Depois, permite ao técnico fazer a recolha de tempos a partir do momento que tem folha de obra aberta. A receção ativa é, acima de tudo, mobilidade”, reforça Bruno António. “Não existe necessidade de utilizar outra ferramenta. No entanto, caso a marcação tenha sido feita previamente, com a receção ativa, o veículo é, também, fotografado, evitando possíveis situações desagradáveis e funcionando como uma espécie de defesa para ambas as partes: cliente e oficina”, dá conta o responsável do projeto Auto Carvide. A colocação de etiquetas é a nova funcionalidade da receção ativa que está ao serviço da oficina de João Paulo Belo. De futuro, é expectável que mais possam ser adicionadas. As necessidades do mercado ditarão as regras.

(excerto da reportagem)

LER NA ÍNTEGRA

Partilhar

Precisa de ajuda? Clique aqui.

Deixe-nos a sua mensagem, entraremos em contacto o mais brevemente possível.