Notícias

Os ataques cibernéticos são o tema do momento para as empresas e gestores

Os ataques cibernéticos são o tema do momento para as empresas e gestores. Risco de ciber ataques, mecanismos para garantir a segurança do utilizador, e ainda a opção por uma estratégia de customer centric de forma a providenciar uma experiência positiva do utilizador, é o tema sobre o qual se fala neste Jornal Económico, onde o Sendys Group também partilhou a sua opinião.
Os ataques cibernéticos são o tema do momento para as empresas e gestores

Os ataques cibernéticos são o tema do momento para as empresas e gestores.

Risco de ciber ataques, mecanismos para garantir a segurança do utilizador, e ainda a opção por uma estratégia de customer centric de forma a providenciar uma experiência positiva do utilizador, é o tema sobre o qual se fala neste Jornal Económico, onde o Sendys Group também partilhou a sua opinião.

 

Fernando Amaral
Partner Sendys | Chairman Sendys Group

As grandes empresas estão conscientes mas a maioria das PME não estão. Medidas tão simples como a obrigatoriedade de alteração regular das passwords ou até mesmo regras de complexidade de passwords são muitas vezes esquecidas tornando assim a empresa mais vulnerável. O RGPD colocou a segurança da informação na ordem do dia, e um dos seus princípios, intitulado “Security By Design” dirige-se precisamente
a estes casos. A segurança tem que ser um pensamento do dia-a-dia de todos os colaboradores e não apenas do departamento de IT. O que realmente acontece nas nossas PME é que não existe um Departamento
de IT sendo que a segurança fica a cargo de um colaborador não especializado e não sensibilizado para estes temas. As instituições públicas estão sujeitas a um ataque e, no limite, pode acontecer, se não estiverem
garantidos os mecanismos de segurança, bem como a reposição dos dados. Caso um ataque dessa envergadura acontecesse, seria difícil manter a operacionalidade dos equipamentos e sistemas. Muitas vezes pensamos que as grandes instituições, nomeadamente o Estado, é imune porque está bem protegido, mas a verdade é que nenhuma organização está 100% protegida nem 100% livre de ataques e, consequentemente, dos riscos que podem daí advir, como o colapso, mesmo que temporário, de todas as atividades associadas. As ameaças e os ataques são cada vez mais sofisticados, criativos e inesperados.

 

VER IMAGEM

Partilhar

Contacte-nos. Clique aqui.

Se necessita de mais informações, deixe-nos
a sua mensagem e entraremos em contacto consigo.